Sejam bem-vindos ao outro lado do espelho, onde tudo pode acontecer (e acontece).

Wonderlando é um blog sobre textos diversos, descobrimentos e crescimento. A filosofia gira em torno do acaso, misturando fantasia e realidade de dois amigos que se conheceram também por acaso, Alice - que tem um país só seu -, e Yuri - chapeleiro e maluco nas horas vagas.

Leia, comente e volte sempre... Ou faça como a gente e não saia nunca mais.

18 de março de 2007

Tommorow Never Comes Until It's Too Late

"...errou, sozinho, através da planície Aléia, consumindo o seu coração, evitando as pegadas dos homens..."

Defronto-me ausente na própria essência. O espelho diz que não sou.
Sinto-me causador do sopro, das intermitências do coração, que tudo se anula. O vazio atinge como se fosse só o que restasse. Um vazio abismal reduzido a um corpo desprovido de espírito encerrado em seus próprios limites. O olho que não crê, o sorriso que mente, as mãos que não tocam. O corpo se encerra numa nostalgia que trava os músculos e doe os ossos. Não rio, não choro, não soul.
Produzo meu espaço nos intertícios das estrelas, num espaço que não é meu. Nostalgia deste lugar inexistente, onde nunca me encontrei. Envencilhado numa terra cercada de inesperanças e falsas pontes. Flores que se fortalecem do salgado orvalho de lágrimas.
Aguardo insensantemente o trem após a meia-noite. Ele nunca vem. Respiro meio-dia, meia-vida, esse ar envenenado. Numa vida morta, lembranças se tornam remorsos e as ações cumpridas, culpas. A bile negra que me liquifica. Essa mélas cholé¹...

¹melancolia: mélas "negro"; cholé "bile negra"

Um comentário:

Alice, in hopes of finding that damn rabbit disse...

como é angustiante não te ter por perto