Sejam bem-vindos ao outro lado do espelho, onde tudo pode acontecer (e acontece).

Wonderlando é um blog sobre textos diversos, descobrimentos e crescimento. A filosofia gira em torno do acaso, misturando fantasia e realidade de dois amigos que se conheceram também por acaso, Alice - que tem um país só seu -, e Yuri - chapeleiro e maluco nas horas vagas.

Leia, comente e volte sempre... Ou faça como a gente e não saia nunca mais.

27 de janeiro de 2007

Mental Floss


Bolhas de sabão saiam de meus olhos. Me via lá dentro tentando escapar. Chorava desesperado, lágrimas de ácido que caíam e corroíam a superfície de minha carne. Minhas mãos atadas ao espaço não abriam portas, atravessavam espelhos, derretiam o tempo. E derretiam... Meus olhos inquietos encontravam o acaso na busca da resposta, mesmo sem ao menos elaborar a pergunta. Meus cabelos voavam sem vento, que voava sem os cabelos que cresciam como grama dos jardins americanos. As folhas secas grudavam em meu corpo e me enterravam no ar enquanto flutuava pra fora do universo. Quanto mais eu cerrava os punhos, menos galáxias conseguia segurar. Formava nuvens com a fumaça. Formava nuvens e sombras coloridas seguiam meus passos. Minha sombra me acompanha, quando chove, me abandona. A chuva abria portais nas calçadas. Vaginas dentadas criavam túneis úmidos, esguios e sensíveis; ao infinito, ao desconhecido. Embaixo d'água as palavras flutuavam distorcidas e respiravam em câmera lenta. Um rio de prazeres e mágoas. Nosso lar. O outro lado.
.
Eu não sentia prazer, eu não sentia dor. Eu não sinto tudo há muito tempo. Eu nada sinto, eu sinto muito. E perdia membros, transfigurava imagens e insetos que se desfaziam de minha carne e ossos. Flores brotavam de meus poros junto de um sorriso. Espinhos dilaceravam meu corpo quase morto e assolavam meu coração aquecido de fé. O medo diminuia de acordo com minha grandeza. O medo crescia de acordo com que me diminuia, meus pesadelos me deixam dormir. Não acordo e acordo e acordo e acordo e acordo...
Eu sou um gigante em busca de pequenas coisas. Vejo mais do que deveria. Bolhas de sabão saiam de meus olhos. Me via lá dentro tentando escapar...
.
.
Did you know all nuns are forty-two, and their eyes are blue?

2 comentários:

Cássio disse...

Eu me identifico com isso...

Alice, in hopes of finding that damn rabbit disse...

hey, vc comentou : )

tô escrevendo tbm pra conjugação ficar correta... 2 tijolos