Sejam bem-vindos ao outro lado do espelho, onde tudo pode acontecer (e acontece).

Wonderlando é um blog sobre textos diversos, descobrimentos e crescimento. A filosofia gira em torno do acaso, misturando fantasia e realidade de dois amigos que se conheceram também por acaso, Alice - que tem um país só seu -, e Yuri - chapeleiro e maluco nas horas vagas.

Leia, comente e volte sempre... Ou faça como a gente e não saia nunca mais.

30 de agosto de 2007

All My Friends Are Dead - 7/8






Eu não achei que seria tão difícil falar sobre você. Esta é uma ocasião especial. Não a que gostaríamos que fosse, mas enfim, especial. Desculpem-me se parecer insensível ou algo do tipo, é que... É que não sou do tipo que fala.



A Alice sempre foi, ... A Alice, nos conhecemos por acaso. Estudamos um ano inteiro juntos e eu não sabia que ela existia e ela me odiava. E não vou mentir. Ela não era feliz. Ela não morreu satisfeita. Ela não morreu feliz. É uma pena dizer isso. Mas falhamos. Sinto que falhei como amigo, assim como falhei com meus outros amigos. Ela amava a família dela. Um amor que me causava inveja. E eu me sentia incrivelmente bem quando ela contava como as coisas aconteciam e davam certo, e como a família dela, vocês, souberam respeita-la e ama-la e estarem sempre presentes.



A Alice era uma pessoa incrível, excêntrica... tão inteligente que as vezes não conseguia acompanhar e falava "calma Lice, tô entendendo nada". Eu sinto tanta falta dela. E sei que não vou conseguir ser melhor porque ela não vai estar aqui comigo pra debater com minhas idéias. Com nossas idéias.



Ela, a Alice, ela... eu não a conhecia assim tão bem. Ela quase não se abria. Conversávamos sobre tudo, menos sobre nós mesmos. Que merda. QUE MERDA. Parecia que não precisava, que não importava porque ficávamos bem quando estávamos juntos. Criamos muito juntos. E eu não consegui ajuda-la em nada. Esse vazio... Esse vazio... eu sei que não vai passar porque, ela levou um pedaço meu. Um pedaço grande.



Tinha tanta coisa mais pra dizer, mas não vou mais. Me desculpem. Alice, me desculpe.

Um comentário:

Alice, in hopes of finding that Damn Rabbit disse...

Ainda bem que não morri. Significa que estamos em tempo de conversar sobre nós mesmos; significa que você está em tempo de não se sentir que falhou comigo, pois não falhou.