Sejam bem-vindos ao outro lado do espelho, onde tudo pode acontecer (e acontece).

Wonderlando é um blog sobre textos diversos, descobrimentos e crescimento. A filosofia gira em torno do acaso, misturando fantasia e realidade de dois amigos que se conheceram também por acaso, Alice - que tem um país só seu -, e Yuri - chapeleiro e maluco nas horas vagas.

Leia, comente e volte sempre... Ou faça como a gente e não saia nunca mais.

6 de junho de 2007

"I'm never going to know you now, but I'm gonna love you anyhow"

"i loved you at all the wrong times" - sam brown


No filme Magnólia, Donnie (o garoto gênio de outrora) pergunta a um cara num bar se ele tem amor. O cara responde que sim, mas Donnie replica, querendo saber se é amor de verdade, que faz a gente sentir aquela felicidade intangível, sentir o ácido no estômago, nos nervos, deixando a gente machucado e feliz ao mesmo tempo e por toda a parte. O sujeito se atrapalha, não sabe o que responder e Donnie já emenda dizendo que tem amor. Tem muito amor. Amor para dar, mas não tem para quem dar.

Eu me sinto da mesma forma. Eu tenho amor, tenho, sei que tenho, realmente tenho. Certeza. Mas sinto que meu amor é dispensável, ou até desnecessário. Se há outros (e, creio eu, melhores) por que aceitar o meu? Um a mais, um a menos. Não importa. Tanto não importa, que quem chora agora sou eu e não você.

Nessa semana, tive tal surpresa que não conseguir me controlar e me desmanchei na faculdade. Eu chorava e me exaltava, já no ônibus, com os olhares estranhos dos passageiros, como se chorar fosse proibido. Estar triste é proibido.

Porém, estou feliz e positiva ultimamente. Então, pude ver as belas coisas decorrentes de uma traição, a infelicidade de uma pessoa só que não me viu como sou. Outros viram, e agora, escrevendo isso, choro feliz por este acaso. Sou querida, meu querido. Mais do que me dou crédito.

Há esperança. Não sou do tipo de tê-la, sou do tipo ilusões e utopias. Mas me mostram que há. Então vou esperar. Vou amar, mesmo que doa. E dói, eu sei. No entanto, os ensinamentos valeram a pena. Amei a pessoa certa, no momento certo. Só não fui amada.

***

Acho que você não amou a pessoa certa, no momento certo.

***

“And love is the Dream you enter, though I shake and shake and shake you”

Ainda se sente mais Sonho que o próprio?

4 comentários:

Alice, in hopes of finding that Damn Rabbit disse...

"Amor: Essa área estará em expansão total este mês. Vênus em seu signo, a partir de 5/6, anuncia mais encanto, poder de atração e facilidade no campo sentimental".


Se meu horóscopo disse, acho que agora vai! hahahaahah

Alice, in hopes of finding that Damn Rabbit disse...

e a gente já falou disso, há mais de ano.

é legal voltar e reler.

31/03/06

Damn Rabbit disse...

Nenhum amor é dispensável.

" Fechar ao mal de amor
nossa alma adormecida
é dormir sem sonhar,
é viver sem ter vida

Ter, a um sonho de amor,
o coração sujeito
é o mesmo que cravar
uma faca no peito

Esta vida é um punhal
com dois gumes fatais:
não amar é sofrer;
amar é sofrer mais"

(Menotti Del Picchia)

*TOR* disse...

Eu lhe disse q vc n era dispensável.
Ainda n me conformo com as pessoas q vc ainda dá valor.
Vc msm me ensinou a dar valor a quem se importa comigo e n me abalar com quem n merece minha atenção.
Hj vejo vc como eu antigamente.
E vou repetir sempre. ADORO VC QUERLINDA.
Jamais será alguém dispensável p mim. E se "friends forever" (hahahahhha) é uma utopia, vivo nela com vc.

Longe ou n, sei q vc estará lá qd eu precisar...
E eu sempre preciso...

PS. De quem é apaixonada por vc. (hahhahhahahhahhahhahahhahhahahhahahahhahahhhahahhahhahahaha)