Sejam bem-vindos ao outro lado do espelho, onde tudo pode acontecer (e acontece).

Wonderlando é um blog sobre textos diversos, descobrimentos e crescimento. A filosofia gira em torno do acaso, misturando fantasia e realidade de dois amigos que se conheceram também por acaso, Alice - que tem um país só seu -, e Yuri - chapeleiro e maluco nas horas vagas.

Leia, comente e volte sempre... Ou faça como a gente e não saia nunca mais.

4 de junho de 2009

Minimal


Tinha um jeito minimalista. A menina esguia dos cabelos enrolados e de cheiro amargo. Eu não sei ser assim. Se eu sou o fogo que hipnotiza e destrói tudo com beleza, Ela é o estopim.

------------------------

Eu não sei fazer síntese ou sintaxe e ao mesmo tempo, ser sintético.
Eu faço canções longas, de sonantes arranjadas e mal feitas, que dizem sem dizer, que toco sem tocar. Escrevo histórias que contam detalhes em frases permitindo paráfrases, poderia escrever muito mais, sim, mas tão menos já não faço sentido. Discursos que me traem, pois digo tão pouco e nada quando digo muito. Não sei simplesmente fazer sentir em poucos verbos. Porque eu tenho um problema com as palavras (ou com sentimentos - Não sinto como quero, e quando sinto, sinto muito.), elas são muitas e eu sou tão pouquinho. E aí descubro meu minimalismo.

2 comentários:

maria disse...

"Em mim nada está como é
Tudo é um tremendo esforço de ser" S&M

maria disse...

vc me in.comoda com essas coisas - e me sentir assim não é ruim.