Sejam bem-vindos ao outro lado do espelho, onde tudo pode acontecer (e acontece).

Wonderlando é um blog sobre textos diversos, descobrimentos e crescimento. A filosofia gira em torno do acaso, misturando fantasia e realidade de dois amigos que se conheceram também por acaso, Alice - que tem um país só seu -, e Yuri - chapeleiro e maluco nas horas vagas.

Leia, comente e volte sempre... Ou faça como a gente e não saia nunca mais.

21 de fevereiro de 2009

Anoitece



As nuvens são pinceladas de Deus, que mudam a todo instante porque Ele também não se contenta com o trabalho. Elas se desfazem tão rapidamente quanto nós. Nenhuma é igual a outra. Como nós. Eu não acredito Nele, mas e Ele, acredita em Mim?

Daqui eu vejo as pessoas vivendo. Eu vivo. Mas e daí? Consigo avistar um cemitério enquanto o dia ainda me permite ver. Consigo ver a paz invejável dos mortos. É só quando nos é permitido a paz, quando a vida não nos pertence mais.

É na noite que mais enxergo as coisas. Anoitece e os pontinhos mercúrio vão se pintando na enorme tela previsível. As sombras se formam bruscamente, manchando tudo à minha volta e ofuscando minha vista cansada. O cheiro é sempre o mesmo. Tudo é tão monótono que eu não sei explicar. O dia some enquanto eu sinto o ódio me mudar. Choro desesperado sem entender o que está acontecendo, e ninguém percebe o que está acontecendo.

Tudo é tão ruim ou eu que sou chato? Morrer sendo alguém ou no anonimato? Ela disse que não se lembra mais do que é legal fazer sem mim. Eu não me lembro mais o que é legal.

Amanhã será só mais uma noite. Até quando?

Um comentário:

Au Revoir disse...

"Ela disse que não se lembra mais do que é legal fazer sem mim. Eu não me lembro mais o que é legal."

Eu gostei muito dessa passagem...
*-*