Sejam bem-vindos ao outro lado do espelho, onde tudo pode acontecer (e acontece).

Wonderlando é um blog sobre textos diversos, descobrimentos e crescimento. A filosofia gira em torno do acaso, misturando fantasia e realidade de dois amigos que se conheceram também por acaso, Alice - que tem um país só seu -, e Yuri - chapeleiro e maluco nas horas vagas.

Leia, comente e volte sempre... Ou faça como a gente e não saia nunca mais.

5 de março de 2009

Parto

Persigo planos, processos, passos, promessas. Procuro pensamentos, palavras, paladares. Palpito previsões, palpito pulsações. Penso: passado permanente, presente passageiro. Períodos problemáticos, plurais, polimorfos. Pulamos procurando polpas, poderes, perdões. Paixões perpétuas pertinentes.

Pane perigosa. Pane plena. Paranóias panorâmicas perante. Palavras possessivas permutam poemas, poesia. Perfeito para, pensei. Provocará performances. Planos perdidos. Pelos pedregulhos perdi. Pelos provérbios pratiquei persuasões. Perversão, presente pegado.

Pesar. Pisou pelo pássaro, planando para pirar. Penou, pássaro, penou! Penas, plumas, piruetas! Pêlo? Pena. Pareci pássaro, passado, porque pinguei. Pingente plástico, pelo percebido. Pechincha, pelego. Passei pela peneira, pepita, pirita. Pesquise: pirita.

Pertencida pelo passado. Pioneiro, pêssego. Primeiro. Pequena/pesado. Pêsames, pesadelos, pintados pela parede. Pelo papel, pelo pulsar periódico.

Posição possessiva, pelo passarinho. Pode? Pouco, pouco perdão, pouca permissão, poli-pensar. Passe, próximo!, pede. Pude perceber pelas palavras postadas pela pessoa perversa. Pessoas, plural, pregou pessoas, prendeu pessoas, perdeu pessoa. Perdi. Precisa pensar: pela paixão, pela possibilidade? Primeiro pedido??? Prefiro parar.

Pare! Palhaço! Pretende planos, permanece por pequenos pedidos podres. Perde panorama. Pretextos, pretextos... promessas...

Partido.

***

Peça para podermos pelo par. Pede?

2 comentários:

Milla Pupo disse...

Caramba...

Mandou muito bem moça!
Nunca tive habilidade com a letra P que, curiosamente, é a letra do meu sobrenome =P

Palavras pesadas...curti.

Tiso disse...

A melhor aliteração que já vi em toda a minha vida (dã, grande coisa, eu sei). Mas foi muito comovente. Não consegui entender "Paranóias panorâmicas perante", na verdade. E logo depois veio a sacada que eu mais gostei: "Palavras possessivas permutam poemas, poesia. Perfeito para, pensei. Provocará performances."
Adorei também "Passei pela peneira, pepita, pirita. Pesquise: pirita."
Genial.